Dicionário

Letra CLetra ELetra YLetra RLetra PLetra NLetra TLetra ULetra WLetra VLetra XLetra ZLetra MLetra KLetra LLetra JLetra ILetra HLetra GLetra OLetra QLetra SLetra FLetra D Letra B Letra A Letra B Letra B Letra B Letra A

Cardioversão

A cardioversão pode ser obtida por um choque elétrico no tórax (cardioversão elétrica) ou mediante o uso de medicações. As drogas usadas na cardioversão incluem a quinidina, procainamida, disopiramida, sotalol e amiodarona, efetivas em 50% dos pacientes.

A cardioversão elétrica realizada com choque elétrico na parede torácica de paciente previamente anestesiado restabelece o ritmo normal. Em geral obtém-se sucesso naqueles casos onde falhou a tentativa de cardioversão química. A cardioversão é mais bem sucedida na fibrilação atrial de curta duração e átrio esquerdo de tamanho normal, estando geralmente indicada para os pacientes em que seja urgente a reversão rápida ao ritmo normal. Todos os medicamentos utilizados na fibrilação atrial encerram um pequeno risco de causar distúrbios no ritmo cardíaco, chamado efeito proarritmico, especialmente nos pacientes com insuficiência do músculo cardíaco, de tal forma que esses medicamentos só podem ser iniciados em ambiente hospitalar com adequada monitorização.

Cardioversor-Desfibrilador Implantável (CDI)
positivo cirúrgico implantável que monitora os batimentos do coração e desencadeia impulsos elétricos para corrigir um ritmo anormalmente rápido e restabelecer a normalidade dos batimentos cardíacos. O sistema do CDI normalmente consiste em um gerador de pulso implantado e um ou mais eletrodos. O sistema que usa um dispositivo externo é programável.

Cateter
Tubo flexível retira ou injeta fluido no corpo, ou ainda captura e estimula eletricamente o coração.

Cateterismo cardíaco

Por vezes pode ser necessário recorrer a cateterismo cardíaco e cinecoronariografia a fim de revelar a localização dos estreitamentos arteriais responsáveis pelo desencadeamento de uma arritmia. Este procedimento consiste na introdução, guiada por raios-X, de um fino tubo de plástico através de uma artéria do braço ou virilha até a emergência das artérias coronárias a partir da raiz da aorta (a grande artéria que sai do coração). Injeta-se, um contraste iodado, permitindo a detecção de estreitamento e a avaliação de sua extensão e gravidade.
Exames de sangue são úteis para dosar os níveis de hormônios da tireóide, potássio, magnésio e determinados medicamentos, como digoxina. O excesso de hormônio tireoideano circulante pode provocar arritmias atriais rápidas como a fibrilação atrial. Baixas concentrações de potássio e magnésio podem provocar outras arritmias. A intoxicação pela digoxina pode provocar arritmias graves.

Cinecoronariografia

 É um exame que consiste num conjunto de imagens radiológicas cinematográficas do coração e seus vasos, tornados opacos por substâncias de contraste.

Circulação

O movimento de sangue pelos orgãos. A circulação é induzida pela ação de bombeamento do coração, enquanto habilita o fluxo de nutrientes e oxigênio pelo corpo.

 


Responsável técnico. Não deixe de conferir o blog